quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Namorada de final de ano

Às vezes, melhor seria
Se do fogão permitíssemos
Queimaduras

Que inconfortáveis
Estragam
Todo o poema

E eu, perdido na areia, no concreto
No paralelepípedo

Ou em volta de mim mesmo

Apenas pensasse
Como pensasse

Esquentando a água para o chá: Preciso de um horóscopo ou de uma namorada de final de ano!

Ambos, ou ambas, são particularmente imprevisíveis.

E mesmo assim. Seria melhor.
Se do fogão inconfortável; permitíssemos assim...

Algumas queimaduras.

2 comentários:

Boneca sem manual disse...

eba!
me canditado ao cargo...rsrs.
Tá bom, já prometi q vou parar de te atacar assim.
Ah, eu não tenho tido tempo de parar para conversar na faculdade...eu não tenho tido tempo pra muita coisa. Mas da próxima vez eu paro, juro.
bjs

Anônimo disse...

...coisa de sagitariano =)