domingo, 16 de novembro de 2008

O poeta só nasce na mentira ou na vergonha

E seria sempre mais fácil dizer os motivos.

Falar claro e límpidamente, como alguém, que resolvesse não ter a sociedade por perto.

Um comentário:

Tainá-O-Rama disse...

podia ser assim: uma escolha.