quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Top 5 - Álbuns Introspectivos

Um top 5 é difícil, convenhamos, há inúmeros cd's introspectivos que eu escolheria, mas estes 5 são definitivamente os que entrariam na lista a partir de questões estritamente particulares. Não sei por que a idéia de me fazer um top 5 me ocorreu(sempre o faço, peguei este maldito cacoete após o filme Alta Fidelidade, eu confesso, mas nunca públicamente).

Confesso que o sr. Buckley entrou a partir de um pega pra capar feio com o Animals do Pink Floyd.

1 - Radiohead - Amnesiac
2 - Cat Power - Dear Sir
3 - Sonic Youth - Washing Machine
4 - Nirvana - Unplugged in New York
5 - Jeff Buckley - Grace

o 5º é honroso ao sr. Buckley, talvez pela frequência com que eu o escute e pelos seus angustiantes agudos, sua biografia confusa, fugaz e suas letras clichês que tanto me agradam. o 4º lugar é merecido, apesar de batido, este cd ainda me traz algumas lembranças incômodas, que cimentaram toda a metade dos anos 90. É um marco nos cds introspectivos, foi aí que tudo começou. Em 3º lugar temos o poderoso Sonic Youth, apesar deste cd ser normalmente desmerecido pelos fãs em geral do S. Youth, o acho de um brilhantismo exasperado, uma fase do Sonic Youth que provávelmente não se repetirá jamais, o que já é digno de figurar entre os três primeiros. E aquela voz sussurrante da Kim está completamente arrasadora. As guitarras sintetizadas, enfim, perfeição! Escolher algum disco da Cat Power também não foi tarefa fácil, o que lhe confere sem esforços o segundo lugar, numa fase em que a mulher exalava tristeza e melancolia, o Dear Sir será(anotem isto) uma exceção dentro dos próximos trabalhos de uma Chan Marshall mais soul e digamos feliz(o que fez questão de afirmar no Tim Festival deste ano). Cds angustiantes e profundos como o Dear Sir talvez tornem-se mais raridade...

E the winner is...

Inevitávelmente algum cd do Radiohead entraria, eu pensaria em mais dois nesta lista; Kid A e Ok Computer, contudo determinei a regra de 1 cd por banda, para tornarem as coisas mais justas. Talvez me perguntem por que não coloquei a perfeição dos anos 90, o aclamado Ok Computer. Sinceramente, sempre gostei muito de material outside dessas bandas. No caso do Radiohead isto é virtualmente impossível, mas é fácil eleger o Amnesiac como a coisa mais angustiante e introspectiva que já ouvi na vida pelas condições(O novo In Rainbows ainda não foi suficientemente digerido para isso).

Experimente morrer de frio numa aclamada viagem em homenagem aos aninhos do movimento punk(isto há seis anos atrás), dormir no chão de um ateliê sujo, estar completamente imbuído do espírito hardcore do evento e ainda assim escutar Amnesiac pela primeira vez e simplesmente pirar. Foi isso que me aconteceu(Há dois momentos em minha vida, A. A e D.A, Antes de Amnesiac e depois de Amnesiac). E por esses e outros motivos, AMNESIAC ganha indiscutívelmente seu posto no top 5. E você? Qual é o seu top 5?

Um comentário:

Bento Silva disse...

Eu nao tenho ideia de quanto pode ser angustiante escutar o Amnesiac, porem sei o quanto foi ruim dormir naquele chao sujo e frio... rsrsr
portanto, concordo contigo plenamente!!!