quarta-feira, 18 de julho de 2007

O curto verão do amor

Te amei
Por curtos dias
Te amei
Intensamente movi, cada grama
Da minha paixão em tua direção
Curta estação durou nosso amor
Morto antes do final do verão
Sobrou apenas tristeza em pedaços


Vigorosas tragédias
No escuro repartem
Um eu que não cabe
Mais em ti

Cujas fracas capacidades
Não possuem, de terminar
Um simples poema


Um comentário:

Clarice A. disse...

que lindo , porém triste
faz me lembrar de um amor que também não durou uma estação , mas deixou marcas em que as vezes me pergunto se realmente cicatrizaram ou meu inconciente tratou de forjar isso para mim.

grande beijo

Mary