sábado, 26 de janeiro de 2008

Mangas no quintal

Meu mundo girou
E tem mangas caídas no meu quintal
Meu mundo mudou
E tem cheiro de manga fresca no meu quintal
As mangas repousam no chão

E eu insisto em não catá-las
Por que só penso no redemoinho
De olhos verdes
As mangas não estão verdes
E nem precipitadas

Ainda assim...
A bagunça do meu jardim
E as demais mangas jogadas na grama
Jamais foram tão lindas
Tão lindas como agora são

Um comentário:

raphael m disse...

Deu até fome
rsrs