quarta-feira, 21 de março de 2007

Recuperando rascunhos antigos...

Acordei meio indisposto. Peguei o telefone e tentei falar com Laura, mas como de costume ela não atendia pela manhã. Ela precisava escutar o sonho que eu tive, eu sabia que não ia ter a surpresa desagradável de encontrar Vasilli atendendo o telefone, por que às quartas-feiras ele estava sempre mais preocupado em encontrar alguma utilidade para seus empreendimentos solitários.

Não havia mais fé. Havia o fluxo. As coisas, caminhando.

Um comentário:

coiote disse...

toda propriedade intelectual é um roubo